House: Pergunta filosófica, do que você quer morrer?
Foreman: De velhice!

Este foi o primeiro episódio duplo de House, Euforia 1 mostra o ápice da série na temporada.Só para destacar neste episódio a fantástica interpretação de Omar Epps (Dr. Foreman). Todo o processo dele portar a doença, o desenvolvimento dos sintomas e nas partes onde via o que conseqüentemente acontecerá com ele, vendo a degradação do policial pela doença. Ontem eu assisti o Euforia 2 mas tem umas partes dos dois episódios que eu gostaria de comentar…

Ao chegar no necrotério e ver o House procurando entre os cadáveres, Chase pergunta o que ele está procurando, então leva uma resposta bem engraçada do House:

Eu liguei para minha mãe, ela não atendeu.

Agora vem as duas partes mais engraçadas do episódio. House, querendo saber qual o estrago que a ressonância poderia causar no paciente, resolve atirar em um cadáver, pegando todos de surpresa, e colocá-lo na máquina para ver o que acontece. Com o tiro aparece um funcionário do lugar:

Alguém ouviu um…

Eu atirei nele, ele está morto.

rsrsrsrs….
House no final da cena começa a desconfiar do Foreman, como havia sido alertado pela Cameron. House então pergunta para ela o quão não-profissional Foreman foi, ela responde:

Pior que o normal, melhor que você.

House quer saber se ele humilhou o policial, se sentiu prazer nisso. O que ele quer é:

Quero saber se foi uma raiva de negro reprimido ou apenas desorientado.

Com toda a confusão acontecendo chega a Cuddy. Ela já chega questionando o House por ele ter atirado num corpo, daí o House responde:

Bem, se eu tivesse atirado numa pessoa viva, teria muito mais papelada.

House resolve fazer um biópsia no cérebro do Foreman para tentar ter mais informações. Chase então pergunta se ele realmente quer fazer uma biópsia do cérebro do Foreman, ele então responde:

Qual é? de verdade, quem não quer?

Foreman também não gosta nada da historia, mas permite que se coloquem o reservatório de Omaya em seu crânio para tratá-lo. Então House se aproveita da situação e faz a biópsia. Foi outro momento bem engraçado, então o Foreman finalmente diz:

Saia do meu lobo temporal, House.

To Be Continued… (é nessa parte que dou mais risada…rsrsrs…quando minha mãe fica nervosa com a série mas não deixa de assistir!!!rsrsrsrs….)

É isso que foi Euforia – 2: o melhor episódio da segunda temporada de House!

O episódio começa com o House querendo fazer a autopsia do policial que havia morrido no último episódio, mas é impedido pela Cuddy que diz que a morte do Joe eleva essa situação para o nível 3 de biosegurança. House então responde:

Ooh, nível 3. Você devia chamar o Jack Bauer.

Ambiente meio paranóico, House pergunta para a Cameron como ela sabe que não está doente:

Pareço feliz para você?

Nunca.

Segue a risada do Chase, que também traz desconfiança. Nessa hora House e Cameron olham para Chase desconfiados e ele olha para eles e diz:

Foi engraçado.

Eu e o Vi nos matamos de rir.

Outra boa notícia no caso, o Foreman está piorando mais rápido do que o policial. House até comemora a anomalia. O que há de diferente? Após algumas idéias, Cameron descobre o que há de diferente entre os dois:

Foreman é negro.

O quê? Há quanto tempo você está escondendo está informação?

Foreman segue se recuperando da doença e da biópsia. Finalmente ele acorda, tudo parece bem, House pede para ele dizer os nomes dos que estavam ali:

Cameron, meu pai e o bastardo manipulador.

Você lembrou.

Mas no final quando tudo parecia que terminaria num final feliz, quando House pede para ele mexer os dedos do pé direito, ele mexe o esquerdo. Ele pede que Foreman levante o braço esquerdo, ele levanta o direito.

Novamente minha mãe blasfema a série e o Vi e eu nos matamos de rir.

To Be Continued…

Está meio confuso para quem não assistiu mas só consegui me lembrar das partes mais engraçadas…se fosse contar os episódios, escreveria um livro….rsrsrs….

Anúncios