Vamos ao episódio, eu, infelizmente, já sabia do tiro que o House ia tomar… Mas mesmo quando o vi, me casou um impacto, foi muito bem feita a cena. O cara entra e sem razão alguma (pelo menos, sem entender), dá um tiro no House. Choque total. Na cena seguinte, House está se recuperando com a Cameron o aguardando.
Ao longo do episódio, vemos o House se recuperando e ele começa a ter alucinações. Chegou uma hora que eu estava ficando louco, não sabia mais o que era alucinação, o que era real.
A cena final quando o House, numa tentativa de finalmente acordar de toda a alucinação, corta o corpo do paciente ao meio, foi de chocar!!!. O tempo que deixaram o cara lá morto, com o famoso bip tocando continuamente, foi crucial para fazer acreditar que o House realmente estava louco, que cometeu um erro que o marcará o resto da vida.
Foi Sensacional, foi menos de um minuto, mas suficiente para me deixar louca, para pensar: é uma alucinação! Mas com tempo de nos questionarmos sobre isso e ainda falar: não acredito, é verdade, realmente aconteceu. A perfeição da cena é de se aplaudir, só nos fazendo voltar a realidade, junto com o House, quando a mão do paciente cai pra fora da cama e solta a bala e quando ele aparece chegando a emergência do hospital.

Antes de analisar um pouco mais o House, vou destacar duas coisas no episódio:

1- Todo o caso do paciente com a língua inchada. Caramba, eu nunca tive que virar os olhos tantas vezes e nunca fiquei com tanta aflição quanto neste episódio. Começando pela língua inchada, a biópsia nela, o corte na região da boca abaixo ao nariz, o globo ocular pulando pra fora, saco explodindo (ui!!!). O House fez o cara sofrer.
Não sei se tudo isso foi apenas coisas bizarras que o House acharia interessante que acontecesse, ou se foi os medos dele acontecendo, como a parte do saco, mas que o cara sofreu, sofreu.

2- Cameron e o robô. Genial a cena e demonstra um desejo do House com relação a ela, tem gente que não acha, mas esse episódio demonstrou isso. A demonstração do que o robô pode fazer foi espetacular. House utilizando o ele, passando um braço de leve no rosto dela, levantando a camisa dela. A cena do assopro do robô no umbigo dela é maravilhosa, assim como a cara da Cameron. Ele depois cortando os botões da camisa, bela imaginação a dele. Uma parte do House queria mais, mas o dever o impediu.

E pra terminar pra valer, não vou resistir e vou colocar o último dialogo do episódio, de quando o House chega à emergência do hospital, assistido pela Cameron:

-Vai ficar tudo bem, você vai ficar bem.
-House diz: Você não sabe disso.
E completa:Diga a Cuddy… Eu quero quetamina
.

Anúncios