E hoje parece que foi o dia das bizarrices. Sou daquelas que perdem o amigo mas não perde a piada e um dos meus males é com a “americanada”. Termo que usava muito quando trabalhava no Brás, um lugar em São Paulo onde se encontra mais nordestinos. Não tenho nada contra, também tenho parentes na “terrinha” que agora devem estar super felizes com a novidade, o Bodefone.


O apelido “Bodefone” foi inspirado nos famosos pastos de Tauá
***
Se Parada do Orgulho Gay era pouco agora tem a Parada do Orgulho Hétero. Que é bi vai ter diversão extra nos próximos finais de semana.
Tá…essa foi sem graça.
***
Um vô coruja, todo babão em cima da neta e ouvir: “Por que seu filho e não NOSSOS filhos?” duas coisas que me despertaram, por alguns instantes, o instinto materno ontem….
***
Sexta-feira estranha ainda não acabou!
Depois de voltar do almoço um colega que morou alguns anos na Inglaterra começou a me contar o gosto que algumas mulheres tem por certas lingeries. Tudo por que ele começou a folhear uma revista da Hope na recepção. Começou a me contar que as inglesas são assim e assado e comentou que todo homem deveria ter o hábito de dar lingerie para a namorada e que ele fazia muito isso. Engraçado que de manhã estava pensando… Quantas vezes eu coloquei o conjunto ideal com o vestidinho pra coisa ficar básica e por que é a roupa de cima mais bonita de tirar pra ele chegar correndo, levantar só o vestido e tirar só a calcinha sem ver toda uma produção por debaixo.
Devagar homens!
Nada melhor do que ter TODO um trabalho reconhecido!
Ouvir:” Deixa eu ver que calcinha você tá usando…” Pode levar uma mulher as nuvens! Comprovado cientificamente.
Outra coisa é o investimento.
Com homem é outra coisa, ou você acha que a mulher não broxa com uma cueca feinha? Certas cores de cuecas nem deveriam ser vendidas, aliás, estou começando a ser radical já que nem só de tanguinha eu vivo, também tenho calcinha de algodão.
***
Certas coisas que não consigo dizer.

Como definir o indefinível,se tudo que sinto não pode
ser expressado com palavras?
Como falar sobre algo que faz meu coração bater descompassado,
Que traz ao meu rosto aquela cara de bobo apaixonado,
Simplesmente por me lembrar de seu lindo rosto.
Tento me conter,mas a vezes me pego pensando em você,
Pensando como seria bom estar contigo,e ter o poder de parar o tempo para que
Esses momentos perdurassem para sempre.
E mesmo assim não conseguiria definir meu sentimento por Ti,
Não conseguiria dizer se Gosto,se estou Apaixonado ou se te Amo,
Pois realmente algo de bom acontece dentro de mim quando lembro-me de você.
Quero sempre tê-la em meus braços,acariciar seu corpo delicadamente,
E beijá-la bem devagar.
Quero me embriagar com seus carinhos,me deleitar no calor de seu corpo,
E navegar no profundo mar do seu olhar,que me hipnotiza e me leva á um labirinto,
No qual não me preocupo em achar a saída.
Então ao pensar sobre estas coisas percebi que te Amo,pois quem ama não consegue
Dizer o que sente,por que o Amor foge de qualquer possível explicação.

Esse é o poema do meu amigo que como muitos artistas, também é inspirado por Deus.

Antônio Carlos Baena, mais conhecido como Tony.
***
Sabe quantas vezes eu mexi nesse post? Três vezes! Escrevi nesse pequeno trecho sobre uma pessoa, depois sobre outra…sabe, se eu tenho que agradecer alguém eu prefiro fazer isso pessoalmente, no dia a dia. É engraçado que tudo o que você lê pode ser interpretado por diversas maneiras. A Bíblia é um exemplo clássico de distorção. E você quer saber, eu nem escrevo metade do que eu queria! Será que você vive o que escreve? Será que você é o que você escreve? Agora é minha vez de dar um tempo. Vou antecipar minhas férias…assistir minhas séries favoritas, tirar o pó do videogame, ir mais na casa dos meus amigos, sair mais…E na segunda vai começar tudo denovo. Receber as mesmas visitas e aguardar ansiosa pra que sábado chegue logo porque sem você meu mundo ficaria incompleto.

***
Deixa eu ir ali…cuidar da minha vida.

Anúncios