Com a crise ninguém quer viajar. E sem pessoas querendo viajar eu não trabalho. Conclusão: aquele nome feio que não pode ser pronunciado (mas pode ser escrito, desemprego).
Então você, caro amigo, que me acompanha nessa jornada, não conhece nenhum amigo que queir ir pra Europa, Ásia, África…?!
***
Existe uma regra do “servir só por educação” que certas pessoas não compreendem, ou talvez, nem todo mundo seja como eu. Por que sinceramente odeio quando mordem meu lanche, quando tomam na mesma garrafa que eu e às vezes se torna um problema. Hoje no horário do almoço, ofereci “por educação” meu Guarah pra uma “ser” de batom que faz parte da parcela que não entende. A infeliz deixou minha garrafa marcada depois de tomar um mísero gole. Nem pra ter tomado metade da garrafa, assim justificaria esse ato.
***


Ainda eu quero uma dessas.

Toto – Africa

Anúncios