Vou falar um pouco sobre o filme o Sétimo Selo, de Bergman. O filme, é belíssimo.
A cena de abertura dá o tom solene, a tela se ilumina, uma nuvem esbranquiçada que se não estivesse ali deixaria tudo cinza, acompanhada por um clarão, o coro interrompe e surge a dramática música de Dies Irae, preparando o terreno para a história que está para ser contada.
A história é simples, fala sobre Antonius Block (Max Von Sydow) que retorna das Cruzadas e encontra sua vila devastada pela Peste Negra. A Morte, aparece para levá-lo mas acaba desafiada por Antonius a um jogo de xadrez, concedendo o adiamento da sentença.
De forma direta, o grande tema da obra é o silêncio de Deus e torna-se uma discussão sobre a existência, o divino, a religião e os desígnios do Homem. A cena que mais gostei, dentre várias, é a cena dos flagelantes. Repare quando Bergman coloca vários rostos na tela, testemunhas da procissão em meio ao incenso que vai cobrindo a paisagem e a imagem de Cristo crucificado carregado pelos penitentes, que não é uma imagem comum, parece deformada e sofredora. Enfim, não é um filme para se assistir apenas uma vez, mas tantas quantas forem necessárias até que cada pessoa possa tirar a sua conclusão.
setimo_seloChamo atenção ao belo plano em que sentam, frente a frente, o cavaleiro e a Morte, tendo no centro o tabuleiro com as peças pretas e brancas, e no fundo aquele céu tenebroso e escuro.

O título é uma referência ao capitulo oito do livro de Apocalipse.

“Quando o Cordeiro abriu o sétimo selo, houve silêncio no céu cerca de meia hora.
Então vi os sete anjos que se acham em pé diante de Deus, e lhes foram dadas sete trombetas.
Veio outro anjo e ficou de pé junto ao altar, com um incensário de ouro, e foi-lhe dado muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que se acha diante do trono;e da mão do anjo subiu à presença de Deus o fumo do incenso, com as orações dos santos.
E o anjo tomou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o atirou à terra. E houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto.
Então os sete anjos que tinham as sete trombetas prepararam-se para tocar.”
(Apocalipse 8, 1-6)

Anúncios